Análise: Bayonetta

Bayonetta reúne tudo que um bom e clássico nerd gosta: um excelente e desenfreado jogo de ação onde você deve usar e abusar de todos os botões possíveis do joystick e, claro, uma bela (e reforço o conceito de bela) moça cheia de poderes mágicos. Basicamente pode-se fazer uma comparação imensa entre Bayonetta e o outro game de seu criador: Devil May Cry. Sua jogabilidade lembra muito o game de Dante, por ser um game de golpes rápidos, alucinantes e non-stop action.

A história do game retrata o equilíbrio entre a luz e a escuridão. Há muito tempo atrás existiam dois clãs, as “Umbra Witches”, aliadas com o inferno, e os “Lumen Sages”, aliados com o paraíso. Estes mantinham o equilíbrio entre estas duas forças opostas. Mas algo aconteceu e os dois clãs entraram em guerra e no final apenas uma “Umbra Witch” sobreviveu, nossa querida Bayonetta.

Como armas, Bayoneta dispõe de quatro pistolas (duas usa nas mãos, e duas nos tornozelos), e seus poderes bruxos, provenientes de seu cabelo, que também é sua roupa. Com esses poderes ela pode fazer quase tudo que se possa imaginar: parar o tempo, andar sobre a água, ir para outras dimensões, adquirir incrível velocidade, agilidade e força etc. Mas a característica que agrada os marmanjos de plantão é que, quando Bayonetta realiza seus golpes mais poderosos, ela precisar “usar mais cabelo”, logo sua roupa vai diminuindo, até ela ficar semi-nua.

A jogabilidade é um dos pontos fortes do jogo. Isso porque é muito intuitiva, permitindo ao jogador realizar combos duas vezes mais nervosos que os de Dante, em Devil May Cry, utilizando-se de combinações muito mais simples de botões.

Bayonetta é altamente recomendado para qualquer tipo de jogador, desde o mais casual, que só joga para se divertir, até o mais hardcore, que joga até liberar todos os segredos do game.

Anúncios

Sobre Danilo Lima

Apenas um analista de sistemas que gosta de programar e falar sobre videogames.
Esse post foi publicado em Bayonetta, Review, X-Box 360. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Análise: Bayonetta

  1. Rafael disse:

    e bayonetta e um otimo titulo!!! eu ainda nao tive a oportunidade de jogar serio esse jogo, apesar de ja ter adquirido (acreditem o danilo jogou mais que eu).

  2. Marvox disse:

    Fala Danilo e agora Flaks. Parece que o GamePlay jamais será o mesmo e agora está a todo vapor. Saudações aê Flaks, mal posso esperar para ver os seus vídeos comentados. Você tem conta no Playfire? Se não tiver, é parada obrigatória foi lá que conheci o Danilão!!! Parabéns pelos posts aê, ví que final de semana você usou e abusou do seu tempo livre. Eaê pronto para a E3? Nessa nós não vamos mas quem sabe um dia montaremos nossa “Caravana E3 from Brazil”.
    Junho será muito quente com tantos lançamentos. Mal posso esperar!!!

    continuem lutando galera!!! Boa semana pra vocês!!!

  3. Danilo Lima disse:

    Fala aí Marvox!
    Pode crer que agora o GamePlay está passando por uma fase de transformações! Estamos tentado melhorar nosso singelo blogue e trazer mais e mais notícias! =]

    Isso que ele falou é verdade, Rafael! Você precisa fazer um perfil no Playfire!!! Obrigatórioooo… hahaha
    Até pq existe uma comunidade (meio parada) do GPBlog lá!

    Pô, melhor do que “Caravana from Brazil” só pode ser “Caravana from Osasco”!!!! hahahahahahaha

  4. flaks99 disse:

    Aeeeee vou fazer minha conta no playfire!!! poow valew Marvox pela forca, espero em breve estar postando meus videos!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s